Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro

Somos um movimento de organizações da sociedade que a partir da identificação, sistematização e mapeamento de experiências procura se articular no estado com o objetivo de fortalecer as iniciativas agroecológicas

“Sabores, Saberes e Sementes da Agroecologia do Rio de Janeiro” é o nome dado à feira nessa quarta edição do Encontro Estadual de Agroecologia

“Sabores, Saberes e Sementes da Agroecologia do Rio de Janeiro” é o nome dado à feira nessa quarta edição do Encontro Estadual de Agroecologia que pretende reunir mais de 250 pessoas de todas as regiões do estado.

O território da Costa Verde se prepara para acolher o IV Encontro que será realizado em outubro no Quilombo do Campinho em Paraty. Nesse processo de construção, a equipe mobilizadora local se reuniu no último dia 18 de agosto, no Sindicato dos trabalhadores rurais de Paraty, para tratar de um assunto central: a feira estadual.

Componente histórico da agricultura camponesa, as feiras compõe um dos principais ambientes pedagógicos e políticos dos Encontros Estaduais de Agroecologia. Alimentos, artesanatos, mudas, fitoterápicos, sementes, música, trocas, cuidados e partilhas marcam este espaço que transbordará a diversidade cultural e a resistência das famílias que lutam não só pela produção saudável de alimentos, como também, pela economia orientada por relações justas e solidárias.

Durante a reunião que reuniu agricultoras e agricultores familiares de Paraty, representantes da comissão local do Encontro, da Emater, do Fórum de Comunidades Tradicionais, do Sindicato dos trabalhadores rurais de Paraty e do Fórum de Economia Solidária (em construção do município), a defesa de que a feira seja realizada no Mercado do Produtor de Paraty. Para Luana Carvalho, da comissão organizadora local, “A intenção de fazer a feira no Mercado Público é valorizar um dos principais espaços públicos da agricultura familiar e camponesa na cidade, trazendo para o centro histórico, a diversidade cultural da agroecologia no estado”.

Ao construir a feira estadual, para além do território do Quilombo do Campinho, a proposta é aproximar os diálogos, reivindicações e propostas que sairão no Encontro da população da cidade.

A agroecologia do Rio de Janeiro é sabor, é saber! Cada região tem até lá, o desafio de articular sua produção e construir processos preparatórios que garantam a representatividade e diversidade de cada território: Todas e todos preparados para a Feira Estadual?

#IVEncontroEstadualDeAgroecologiaRJ #comidadeverdade #comidaécultura

Texto: Natália Almeida (Mídia Crioula)

Fotos: Bruno Leão

Editoração: Eduardo Di Napoli (Mídia Crioula)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Fotos da AARJ

%d blogueiros gostam disto: