Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro

Somos um movimento de organizações da sociedade que a partir da identificação, sistematização e mapeamento de experiências procura se articular no estado com o objetivo de fortalecer as iniciativas agroecológicas

GT Mulheres da AARJ, espaço de acolhida e esperança

“Somos como água, crescemos quando nos juntamos”. Em 2020, o GT Mulheres da AARJ completa sete anos de existência. Nesse período foram muitas as alegrias e foram muitos também os desafios. Em tempos de isolamento físico e do agravamento de tantas desigualdades e violências, celebramos poder estarmos ainda mais juntas. Nossa parceria de hoje é reflexo dos anos de diálogo e investimento de amor e tempo na animação desse espaço cada vez mais plural e afetivo. 

Desde de que a pandemia teve início, o GT se tornou um dos espaços mais seguros e acolhedores para receber denúncias e para articulação de estratégias de resistência entre mulheres de todo o estado.

Entre as principais ações construídas coletivamente neste período, estiveram: a construção de uma cartilha de autocuidado (link de acesso), que inspirou a gestação de um projeto cheio de afeto chamado “CESTAS CUIDAR-SE”, direcionado à mulheres que estão na linha de frente das ações de assistência e redução dos danos causados pela pandemia em seus territórios. A Cesta é composta por produtos feitos pelas próprias agricultoras, terapeutas e artesãs que compõe o GT. Um material de apoio, o “Caderno Acolhedor”, também acompanha as cestas, reunindo dicas, receitas e demais informações, e ainda partilha ilustrações, em preto e branco, para interação com as crias, colorindo e comunicando.

Mesmo com os inúmeros desafios colocados a nós mulheres nessa conjuntura, desejamos seguir criando grupos específicos para o desenvolvimento de algumas ideias, distribuindo nossos esforços para acompanhar casos de saúde específicos e, principalmente, trocando entre nós carinho e cuidado. Esse é o nosso recado para as mulheres: esteja onde você estiver, peçam ajuda e conte com as mulheres próximas à você para construirmos caminhos coletivos. Não estamos sozinhas! 

Nesse período muitas organizações que constroem o GT Mulheres também realizaram ações específicas como é, por exemplo, o caso do PACS e do Arranjo Local da Penha. Não deixe de conferir as iniciativas em: @institutopacs e benfeitoria.com/aguaedireito

Entre outras alegrias que vêm embalando e colorindo nossos dias em casa, celebramos neste semestre o lançamento do livro de receitas construído pelo PACS em parceria com o GT, chamado “Memórias de Cozinha: mulheres e receitas insurgentes” [link]. Marque a gente nas fotos das comidas que vocês prepararem pra gente seguir costurando juntas: #receitasMulheresAARJ #livroreceitasPACSAARJ 

E agora, dá uma olhada na preciosidade do pão de aipim da Nilda:

*Receita do Pão de Aipim da Nilda*

PÃO DE AIPIM – INGREDIENTES: • 500 g de aipim • ½ xícara de manteiga • 1 kg de farinha de trigo • 3 ovos batidos • 1 colher de café de sal • 1 colher de sopa de açúcar • 15g de fermento biológico • 1 xícara de leite morno • 1 gema para pincelar MODO DE FAZER: Primeiro coloque o aipim bem amassado, acrescente os ovos, açúcar, sal, leite morno e fermento. Misture bem. Depois comece a colocar o trigo, vá acrescentando e sovando até desgrudar da mão (nem sempre precisa colocar o trigo todo). Tem que ficar elástica. Deixe descansar por 1 hora. Pincele com gema de ovo e ponha para assar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 11/06/2020 por em Uncategorized e marcado .

Fotos da AARJ

%d blogueiros gostam disto: