Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro

Somos um movimento de organizações da sociedade que a partir da identificação, sistematização e mapeamento de experiências procura se articular no estado com o objetivo de fortalecer as iniciativas agroecológicas

Publicações | Dicas de leitura da AARJ

# cartilhas, livros e outros materiais lançados

Quais são as dicas deste boletim #04 junho/ setembro de 2021?

  1. Cadernetas agroecológicas: a revolução silenciosa das guardiãs da sociobiodiversidade
  2. Caderno de Estudos “Saúde e Agroecologia”: Volume 1
  3. Livro “Construção de Políticas Estaduais de Agroecologia e Produção Orgânica no Brasil: avanços, obstáculos e efeitos das dinâmicas subnacionais”

1) Cadernetas agroecológicas: a revolução silenciosa das guardiãs da sociobiodiversidade

Organização: Governo do Estado da Bahia em diálogo com experiências feministas da ANA

Guardiãs da agrobiodiversidade. É assim que elas hoje se reconhecem. Mulheres, agricultoras, cuidadoras, mães, esposas. Em seus cotidianos atarefados, são elas que ainda suportam a maior carga de trabalho e, no cultivo e criação ao redor de casa e também em outros espaços da propriedade, fazem a revolução no campo. Ao longo dos capítulos, descrição da de metodologias e ferramentas, e a exposição de depoimentos e análises vão alinhavando os processos que asseguram a adoção da caderneta agrícola lógica por 370 camponesas de diferentes comunidades rurais do semiárido baiano. E são os relatos sobre o novo olhar lançado acerca do trabalho dessas mulheres que tecem essa publicação.

Publicação disponível no site do Governo do Estado da Bahia: 

http://www.car.ba.gov.br/sites/default/files/2021-09/CADERNETA%20AGROECOLOGICA%20-%20E-BOOK%20VIRTUAL.pdf 

2) Caderno de Estudos “Saúde e Agroecologia”: Volume 1 (Fiocruz)

Organização: Agenda de Saúde e Agroecologia – Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde – VPAAPS

A construção dessa agenda de Saúde e Agroecologia na Fundação Oswaldo Cruz, que completou em 2021, 121 anos, passa pela aproximação crescente e trabalho conjunto entre os campos da Saúde Coletiva e da Agroecologia, pelo reconhecimento de dezenas de experiências em agroecologia desenvolvidas na Fiocruz e por muitas no setor de saúde, de norte a sul deste país. Abrimos esta coleção reunindo um artigo e três relatórios científicos até então inéditos em português. Estão embasados em centenas de pesquisas sobre os sistemas alimentares atuais. Em linguagem acessível oferecem bem mais que dados, informações e evidências. São um convite ao exercício de novas formas de pensar sobre saúde e agroecologia e, sobretudo, novas relações de poder. Essa iniciativa é atravessada pela necessidade de aprofundarmos os estudos e as reflexões sobre as contribuições da ciência e das políticas públicas nesta construção. Passa pelo compromisso de fortalecer ações articuladas entre diferentes áreas do campo da saúde, como de ambiente, atenção e promoção da saúde, enquanto contribuição coerente também com a Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030. A publicação Caderno de Estudos em Saúde e Agroecologia faz parte dessa agenda que vem sendo elaborada e desenvolvida em cooperação com a Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e com a Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia). 

Caderno disponível em formato digital no site da ANA-Agroecologia: https://agroecologia.org.br/2019/11/13/caderno-de-estudos-em-saude-e-agroecologia/

3) Livro “Construção de Políticas Estaduais de Agroecologia e Produção Orgânica no Brasil: avanços, obstáculos e efeitos das dinâmicas subnacionais” (Vários Autoras/es)

Organização: Eric Sabourin – Stéphane Guéneau – Julianna Colonna – Luiz Raimundo Tadeu da Silva 

Este livro é o resultado de uma pesquisa colaborativa entre um número significativo de pessoas que praticam e estudam a agroecologia em nove estados brasileiros, além do Distrito Federal, representativos das cinco macrorregiões do país. Além das análises sobre a construção, a institucionalização e a implementação das políticas no campo da agroecologia, esta pesquisa traz ensinamentos metodológicos importantes. Em primeiro lugar, mostra que é possível articular grupos de docentes, de estudantes, de produtoras, de produtores e de representantes de movimentos sociais, na construção de conhecimento para a ação pública. A capilaridade da Rede Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural na América Latina (Rede PP-AL) e sua capacidade de articulação facilitaram essa diversa e ampla participação na equipe de pesquisa. Em segundo lugar, o quadro teórico utilizado orientou as categorias de análise para o estudo transversal das Políticas Estaduais de Agroecologia e Produção Orgânica (PEAPOs) e da relação delas com a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (PNAPO). Atores, instituições, coalizões e governança são categorias chaves na análise feita. Para os interessados, não só na agroecologia, mas em metodologias para estudo de políticas públicas, este livro indica um caminho teórico-metodológico possível a ser seguido em outras pesquisas.

Acesso à publicação https://www.editoracrv.com.br/produtos/detalhes/34384-construcao-de-politicas-estaduais-de-agroecologia-e-producao-organica-no-brasil-bravancos-obstaculos-e-efeitos-das-dinamicas-subnacionais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 27/09/2021 por em Uncategorized.

Navegação

Fotos da AARJ

%d blogueiros gostam disto: